Sled Blog

Conteúdos de qualidade para o varejo deslizar em um mundo sem atrito entre as transações financeiras

BG 4.png

Dicionário do varejo: descubra o que é Pin Pad, TEF, ERP e outros termos do setor

Atualizado: 13 de jul.


Blog Sled
Tecnologia • 12 de Fev de 2021

Provavelmente você já deve ter dado de cara com os termos ERP, Pin Pad, TEF, Pix entre outros. O dicionário do varejo é bem amplo, e é comum que algumas dessas siglas gerem dúvidas.


Mas saber o que cada termo desse significa é essencial para que não haja confusões no dia a dia da sua loja. Afinal de contas, em vários momentos você irá se deparar com essas palavras.


E para te ajudar, nós criamos o “Glossário do Varejo” para tirar as principais dúvidas sobre essas palavrinhas. Confira!


1. Pin Pad


Com toda a certeza o Pin Pad está presente no seu dia a dia. Esse é o nome dado para a conhecida maquininha de cartão que funciona através do sistema TEF (calma que nós já vamos explicar o que ele é).


Esse dispositivo consegue fazer a leitura de cartões magnéticos, de chip ou aproximação, dependendo do tipo de modelo. Importante deixar claro que ele é diferente da tradicional máquina de cartão (POS onde o próprio operador de caixa digita o valor).




Isso porque, esse equipamento funciona conectado a um sistema. Seja via cabo ou bluetooth.


No caso das versões sem fio, elas não precisam estar conectadas diretamente em um computador. Na verdade, hoje é muito comum encontrar modelos que fazem a conexão com celulares, principalmente em serviços de delivery.


2. TEF


TEF é a sigla para Transferência Eletrônica de Fundos. Esse é um sistema de pagamentos onde as transações são feitas automaticamente, através de diferentes empresas de cartões.


O grande diferencial dessa alternativa é que ela permite uma conciliação automática, o que reduz a chance de erros. Além disso, ela permite que diversas bandeiras de cartões sejam integradas em um único equipamento.


Importante deixar claro que o TEF é o sistema de comunicação de pagamentos, e não o equipamento. Para realizar essa transação você vai precisar de um Pin Pad.


3. POS


POS (Point Of Sale) é o termo usado para a tradicional máquina de cartão que funciona de maneira independente. Aquela onde você precisa digitar o valor manualmente.


Nesse caso o equipamento funciona de maneira separada do processamento de pagamento no sistema de frente de caixa. Essa é uma opção que tem se tornado cada vez mais comum no varejo.




Isso porque, como ela não é integrada, acaba abrindo margem para mais erros de digitação e conciliação. Além disso, ninguém merece ter que ficar “correndo atrás” das maquininhas toda vez que for passar o cartão.


Também é preciso lembrar que todos os pagamentos feitos em uma POS precisam ser lançados manualmente no sistema o que acaba tornando o fechamento do caixa mais demorado.




4. PIX


Esse é um termo mais recente dentro do dicionário do varejo. Afinal, não faz muito tempo que a tecnologia foi implementada no mercado.


Esse é um novo tipo de pagamento instantâneo que foi lançado pelo Banco Central. Basicamente, a pessoa precisa apenas informar a chave de destino (que pode ser um CPF, CNPJ, QR Code, celular ou e-mail) para fazer a transferência.


O grande diferencial dessa novidade é que a transferência pode ser feita a qualquer hora e dia. Ao contrário do TED e do DOC, que só podem ser feitos dentro do expediente bancário, o PIX é instantâneo.


5. ERP


O ERP (Enterprise Resource Planning) nada mais é do que um sistema de gestão integrado. Esse tipo de solução consegue integrar todos os dados e processos de um negócio em um único lugar.






Com a tendência omnichannel, esse tipo de solução tem se popularizado cada vez mais. Isso porque, ela pode gerar uma série de benefícios para o varejista, tais como:


  • Centralizar todos os canais de venda em um único lugar;


  • Automatização da geração de notas fiscais eletrônicas;


  • Redução de erros e do índice de retrabalho;


  • Otimização do controle de estoque;


  • Integração banco de dados.


Basicamente, com essa ferramenta você consegue ter todas as operações da sua loja na palma da mão, o que facilita e muito a gestão diária.


Conclusão


Esses são alguns dos termos mais comuns do varejo, principalmente quando o assunto é atendimento ao cliente. E conhecer à fundo o que cada um significa é essencial para qualquer varejista.


Afinal, é conhecendo essas tecnologias e suas diferenças que será possível avaliar quais são as melhores para o seu estabelecimento.


Gostou desse post? Tem algum outro termo comum no varejo que você tem dúvidas e que não está aqui? Então aproveite para deixá-lo nos comentários.


Assuntos


  • Tecnologia



0 visualização0 comentário